Vem aí a nova nota de 50 euros, mas cuidado com as burlas

0
6
Vem aí a nova nota de 50 euros, mas cuidado com as burlas
- Publicidade -

À semelhança do que aconteceu com as notas de 5, 10 e 20 euros, também a nota de 50 euros irá sofrer, dentro de pouco tempo, alterações estéticas e de segurança.

A nova unidade currencial entra em circulação no próximo dia 4 de abril e pertence à segunda série de notas denominada série “Europa”. Nesta segunda série, entrarão também as notas de 100 e 200 euros, que serão também substituídas a seu tempo.

O Banco Central Europeu fez a apresentação desta que é a nota mais utilizada a nível europeu em julho do ano passado, com a certeza de que é “mais segura”.

E, claro, tem um aspeto diferente. Inclui uma janela de retrato – “uma característica nova e inovadora utilizada pela primeira vez na série Europa”, nota o BCE, em comunicado. E explica a seguir “quando a nota é colocada contra a luz, uma janela transparente perto do topo do holograma revela um retrato da Europa, uma figura da mitologia grega, que é visível em ambos os lados da nota.

O mesmo retrato também aparece na marca d’água. A frente da nota apresenta um ‘número de esmeralda’, uma série brilhante que, quando inclinada, muda de cor de verde esmeralda para azul profundo e exibe um efeito da luz que se move para cima e para baixo.

Esses recursos de segurança tornam mais fácil verificar a autenticidade da nova nota €50, com o método ‘sentir, olhar e inclinar'”

A nota de 50 euros é a mais utilizada, mais do que as de € 5, € 10 e € 20 euros juntas. Existem atualmente mais de 8 mil milhões em circulação, 45% do total.

O euro é uma moeda da qual dependem 338 milhões de pessoas e o BCE garante que “o lançamento gradual das novas notas de euro com recursos novos e aprimorados também reforça o compromisso do Eurosistema, encarando o dinheiro como um meio confiável e eficiente de pagamento”.

No entanto são muitas as histórias que chegam às autoridades, de pessoas, em especial idosos que vivem em aldeias isoladas, que são burladas sempre que entram em circulação novas notas.

Os burlões aproveitam-se da inocência dos idosos e dizem-lhes que são funcionários dos bancos e que a sua função é trocar as notas antigas pelas mais recentes.

Assim, as vítimas dão aos burlões as suas notas, acreditando que estão a receber em retorno notas verdadeiras. Mas o problema é que entregam notas verdadeiras e recebem notas falsas.

As autoridades referem que as atuais notas em circulação “continuam a ser válidas e ninguém está mandatado para as recolher em nome do Banco de Portugal ou de qualquer instituição bancária”.

Isto significa que não deverá entregar ou acreditar em quem quer que seja que apareça no seu domicílio a tentar proceder à troca para as novas unidades currenciais.

As notas de 50 euros antigas manter-se-ão válidas. Desta forma a utilização das antigas notas é feita sem qualquer inconveniente.

As autoridades sugerem que os cidadãos liguem pelo número 112, caso alguém tente fazer trocas de notas, porta-a-porta, ou fora dos bancos.

Num desdobrável do Banco Central Europeu sobre a nova nota de 50 euros é chamada, igualmente, a atenção dos comerciantes para se prepararem para a entrada da nova nota e que devem adaptar os seus equipamentos para aceitar a nova nota, mas também alerta que os profissionais que trabalham com numerário possam ocasionalmente deparar-se com uma nota falsa.

Se isso acontecer não devem aceitar a nota, e caso a tenha aceite que mais tarde possam considerar ser suspeita “não a recoloque em circulação, pois tal constituirá crime, devendo entregar a nota às autoridades policiais locais, ao seu banco ou ao Banco Central nacional.

Se a nota for verdadeira, receberá o seu dinheiro de volta”, refere o BCE na documentação divulgada.