Centenas na luta contra a poluição no Rio Tejo e comunicado da ProTEJO

0
26
- Publicidade -

Ontem, 4 de março pela tarde centenas de pessoas e instituições juntaram-se na luta contra a poluição no Rio Tejo.

Uma manifestação que teve lugar no caís de Vila Velha de Ródão, aquele que é um dos pontos de onde sai a maior parte da poluição, que segundo alguns e após estudos se confirma ser a empresa Celtejo.

Nesta manifestação juntaram-se ao populares e instituições de Portugal, alguns populares e instituições do país vizinho, Espanha.

Centenas na luta contra a poluição no Rio Tejo e comunicado da ProTEJO
Cortejo contra a poluição

A ProTEJO deixou um comunicado no seu site de agradecimento pela presença de todos e também pela continuação desta luta que é de todos.

O proTEJO – Movimento pelo Tejo saúda e felicita todos os cidadãos portugueses e espanhóis que hoje se uniram em Vila Velha de Ródão manifestando-se contra a poluição a que o rio Tejo e seus afluentes têm estado sujeitos.

Estiveram ainda presentes diversas associações membros do proTEJO, designadamente, as principais associações de defesa do ambiente, o Movimento cívico Ar Puro, a EcoCartaxo, o GEOTA, o Movimento Ecologista do Vale de Santarém, a QUERCUS e a ZERO.

Agradecemos a todos os rodenses pelo acolhimento e manifestamos-lhes a nossa solidariedade com os problemas de poluição que a todos atingem.
Deixamos um abraço solidário aos cidadãos espanhóis e aos movimentos de cidadania de Espanha que, tal como o proTEJO, integram a Rede de Cidadania por uma Nova Cultura da Água do Tejo/Tajo e seus afluentes, e também se debatem com fortes problemas de poluição em Toledo com origem num poluído afluente do Tejo, o rio Jarama, que recebe as águas residuais de Madrid.

Os nossos agradecimentos a todas as autarquias que, de uma forma ou de outra, apoiaram esta manifestação ou disponibilizaram meios de transporte para que os seus munícipes nesta participassem, nomeadamente, os Municípios de Abrantes, Azambuja, Cartaxo, Constância, Entroncamento, Gavião, Mação, Vila Nova da Barquinha, as Freguesias de Azinhaga, Ortiga, Praia do Ribatejo, Tancos, Valada, Vila Nova da Barquinha, e a União de Freguesias de Nisa, a União de Freguesias de Abrantes (São João, São Vicente e Alferrarede) e o Centro de Apoio Social da Carregueira (Chamusca).

A manifestação de hoje foi de cidadãos e para os cidadãos, tendo sido dada a voz aqueles que mais têm sofrido e sido prejudicados pela extrema poluição que tem assolado o rio Tejo no seu curso desde Vila Velha de Ródão a Lisboa.

Nas suas mensagens, estes cidadãos manifestaram as suas perdas sentimentais e materiais devido à poluição do rio Tejo e seus afluentes e solicitaram a adoção de ações e medidas de combate à poluição ao Senhor Ministro do Ambiente e às autoridades competentes em matérias de políticas de água e de fiscalização ambiental.

Considerando o manifestado por todos estes cidadãos, o proTEJO requer ao Senhor Ministro do Ambiente que sejam tomadas as seguintes medidas: 

1º. Uma fiscalização contínua e eficaz dos potenciais focos de poluição e dos alvos com risco de poluição localizados na zona de Vila Velha de Ródão;

2º. A revisão da licença de descarga de efluentes da Celtejo no rio Tejo para valores que garantam o objetivo de alcançar o bom estado ecológico das massas de águas do rio Tejo ao longo de todo o seu curso em território português.

O Tejo merece!