Projeto “Escola às Costas” assinala Dia Nacional do Estudante

0
3
Projeto “Escola às Costas” assinala Dia Nacional do Estudante
- Publicidade -

Como forma de assinalar o Dia Nacional do Estudante, comemorado hoje, 24 de março, a Unidade de Cuidados na Comunidade de Vila de Rei levou a cabo, pela segunda vez, o projeto “Escola às Costas”.

A iniciativa englobou a pesagem das mochilas dos alunos do 4º, 5º, 6º e 8º ano dos alunos do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei, pretendendo promover junto dos estudantes, pais e professores a melhor informação sobre as características de uma boa mochila, peso máximo de carga e complicações decorrentes de cargas excessivas, com o objetivo de sensibilizar para a redução do peso das mochilas dos estudantes.

A ação pretende ainda alertar para a problemática da evolução das alterações posturais nas crianças e jovens e a importância da sua prevenção e diagnóstico precoce.

Este estudo divulgado no Dia Nacional do Estudante concluí assim que a turma com maior percentagem de alunos com excesso de peso nas mochilas é a do 5º ano (82%), seguida pelo 4º ano (59%). As turmas do 6º ano (38%) e 8ºano (42%) são as turmas com um menor número de alunos com mochilas com excesso de peso.

O mesmo estudo refere ainda que em comparação com o projecto realizado em 2015 no 4º e 6º ano, em 2017 estes mesmos alunos (6º e 8º) foram encontrados com percentagens de excesso de peso muito menores:

2015: 4º ano – 68% / 2017: 6º ano: 38%.
2015:6º ano – 92% / 2017: 8º ano – 42%.

Este projecto permitiu aos responsáveis concluir que é essencial educar pais, crianças e professores pois os pesos excessivos encontrados nos mais anos mais novos, em particular no 4º e 5º ano são alarmantes.

As alterações posturais têm uma evolução silenciosa, sendo essencial a sua prevenção e diagnóstico precoce, pois os desvios posturais evoluem com grande rapidez nas crianças e jovens.

Contudo é só na fase adulta que se toma conhecimento e consciência de tal problema, sendo nessa altura tarde demais para reverter o quadro já existente.

Espera-se assim, que a conclusão deste projecto desperte a consciência para esta problemática, por via a reduzir a sua incidência, aumentar a sensibilidade dos professores para uma melhor gestão do material escolar e alertar os pais para a vigilância na arrumação da mochila.

Para conhecer os resultados completos deste estudo, aceda ao mesmo neste link.